terça-feira, 29 de março de 2011

Silent Party Césio Edition

É incrível a total ausência de coisas pra fazer em Goiânia que não envolvam música sertaneja e/ou pagar mais de 30 reais pra entrar. Dado esse fato, eu precisei me virar pra sair de casa, visto que tou sem Jetix, o que me deixa sem maratona Padrinhos Mágicos no fim de semana.
A noite goianiense é cruel com quem não ouve música sertaneja. Aliás, o próprio goiano em si, costuma ser cruel com quem não ouve música sertaneja (falo isso com o conhecimento de causa de quem já foi discriminada por não ser chegada no ritmo favorito de 9 em cada 10 cornos das regiões centro-oeste e sudeste).
Outra coisa estranha nas baladas em Goiânia é que aqui TODO.MUNDO.VAI.DE.SALTO. Ignorei solenemente o DJ e o dress code da buachi onde meu irmão me levou e ahazei na pista de all star e FONES DE OUVIDO. Você pode até achar isso o cúmulo do anti-social, mas não me julgue por querer me divertir qdo saio pra dançar.
Nem preciso dizer que o setlist da minha festa tava genial. Tudo bem que eu tive que lidar com todo o tipo de olhares de estranheza e até desprezo, mas o objetivo não era sair pra beber, dançar e dar risada? Foi o que eu fiz.
Sendo assim, não deixe de se divertir pq a música do lugar é ruim: os fones de ouvido tão aí pra isso.

2 comentários:

Luiz Rogé disse...

sua linda! vem dançar britney comigo aqui em sp!!

Tates. disse...

Olha, a situação das festas aqui não tá muito melhor que aí não viu :/